19 março, 2008

Prefeitura de Santa Cruz é denunciada na AL

Por Ed Ruas
Da Folha de Pernambuco

O deputado Edson Vieira (PSDC) subiu, ontem, à tribuna da Assembléia Legislativa para denunciar um suposto descumprimento de um Termo de Ajuste de Conduta celebrado entre a Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe e o Conselho Municipal de Defesa da Criança e do Adolescente.

Pré-candidato a prefeito, o parlamentar declarou que o valor de R$ 10 mil mensais, estabelecido pelo Ministério Público de Pernambuco, não foi repassado em sua totalidade à entidade. “Em 2007, o conselho só recebeu R$ 63 mil, em vez de R$ 120 mil”, disse. Leia mais aqui
Vieira prometeu entrar com uma representação para que os R$ 57 mil sejam imediatamente depositados. E ressaltou que judicialmente a administração municipal corre o risco de pagar a multa diária de um salário mínimo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Porque o jornalista gilberto silva não colocou a explicação do prefeito e da Presidente do condec? Mas não se preocupem eu coloco.

Fonte Diário da Sulanca:
No entanto, o prefeito Augusto Maia (PTB) descredenciou as denúncias feitas pelo parlamentar. Adversário político de Edson Vieira, o petebista acredita que o parlamentar quis “aparecer” ao falar sobre um assunto, onde a Prefeitura seria elogiada nacionalmente. “Ele quer arrumar assunto. O dinheiro está sendo repassado corretamente. Não deixaria de cumprir um Termo de Ajuste. Ele (Vieira) é um deputado que não faz absolutamente nada. O Governo dele foi um desastre. Santa Cruz do Capibaribe era uma das cidades mais violentas de Pernambuco. Em 2002, foram registrados 96 homicídios e, desde o início do ano, só tivemos um homicídio. Ele quer ofuscar nosso trabalho”, rebateu.


A presidente do Conselho de Defesa da Criança e do Adolescente, Jaqueline Alves de Lira, confirmou a versão do prefeito Augusto Maia. Segundo ela, não houve nenhuma interrupção de repasse por parte da Prefeitura. “Está tudo dentro do normal e sem atrasos. O promotor acompanha os repasses e os extratos são remetidos ao Fórum. Quatro entidades recebem R$ 2 mil por mês e o restante entra na reestruturação do Conselho Tutelar”, explicou.

Anônimo disse...

Jaqueline é lambe bota do prefeito. Você acredita que ela vai falar a verdade?

Kazilar disse...

See here or here