05 abril, 2006

Paisagem de interior

O fotógrafo de verdade, é aquele que sempre está com sua máquina em punho, como um cavaleiro com sua espada, existindo assim uma relação muito forte entre o fotógrafo e a imediatidade do ocorrido.

O fato acontece, se o repórter não estiver lá, ele pode pegar as informações com alguém, alguma fonte, para assim produzir sua matéria, mas o fotógrafo não ele tem que está no momento certo na hora certa, para ter a visão do momento da imagem.

Por isso ser fotógrafo é tão fascinante, uma vez vi uma pessoa perguntar o que faz um fotógrafo, bem se a pergunta fosse feita pra mim (não que eu seja um fotografos desses, eu só bato uns retratos) eu responderia que ele dá vida e emoção para o jornal, ele que prova a realidade da matéria, de toda informação, pois provas não são apenas documentos, as vezes uma imagem fala por todo um jornal.

Essa foi uma das melhores fotos que já fiz, não pelo enquadramento, pela escolha da técnica pela abertura do diafragma ou do obturador, mas simpelo momento, pelo personagem será que presenciarei novamente essa imagem???? Esse exemplo de paisagem de interior???? É difícil dizer, mas quando me vê por aí com uma câmera debaixo do braço, saiba que não sou um louco, ou um amostrado, sou sim um fotógrafo antenado com a realidade, louco por uma foto única.


4 comentários:

Anônimo disse...

"êita cumpade véi", como diz nosso poeta Jessiê Quirino, "Isso é cagado e cuspido, paisagem do interiô"...
Mas, também é mídia de proximidade (Peruzzo).
E a técnica? Não tem de diafragma ou obturador. É simplesmente "mêi butão", ou seja, (para aqueles que ainda não connhece essa técnica)uma perfeita distância focal, aliada a uma abertura precisa do diafragma concomitante com um tempo de exposição de luz adequada, através do obturador. Entendeu?
Ah! Então você precisa assistir as aulas do Prof. Latinha.
Valeu, Gilberto.
Você vai longe.
Ass. Givanildo Santos - UEPB

Anônimo disse...

Hanna Marques


Voce deveria ir à feira de gado, pois tem cada uma ,que vc vai sorrir sem parar. Mas esta foi demais.

CXaar disse...

Que seboseira!
Aprenda a escolher melhor seus personagens.
Disfazer-se de suas raizes é imoral.
E ainda contando a localidade em que vc mora, de onde vc originou, isso é uma coisa bem comum, mas achar-se o "TAL" e publicar estas relichas mostra-nos que tu não és ninguém, apenas um presunçoso filhinho de paipai.

Gilberto Silva disse...

Senhor cxaar, identifique-se para que possamos estabelecer um diálogo melhor, se vc se ofendeu com esse retrato que tirei é porque é um pobre desconhecedor da poesia popular de Jessier Quirino, identifique-se quem sabe não lhe dou uns cds pra vc conhecer melhor essa foto que é contextualizada na obra dele.